Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

Esquisita Vontade

E da aquela vontade de vir chamar 
pra conversar, a gente vira... 
desvira... escreve... apaga... reescreve... 
e no final desiste de mandar... 
de conversar... desiste de tudo. 
Num instante tudo passa ser  parte do todo...  E o todo parte de tudo.  Só conhecer-se em querer-se,  ao te olhar e sempre lembrar, que vontade esquisita é essa minha de todos os dias esquivar-se daquilo que não se pode mais conter.
Tomo-me de diferentes semelhanças que atraem os olhos e inebriam  o coração. 
Oh vontade esquisita é essa de apenas não saber o que é.
CAFÉ ROSA |  JULIANA RODRIGUES |

O ponto do final

Sede em meus dias sorrisos pulsantes e olhares contagiantes, pra que eu possa  distribuir o lirismo de viver vivendo...
até... o ponto... f...inal. 
Fecho o livro e não me esqueço,  que depois do ponto, tem outro parágrafo e neste escrevo que na verdade a minha vontade é de voar... Voar até o outro ponto  e assim encontrar o fim. 
CAFÉ ROSA | JULIANA RODRIGUES |

Devaneios

BONJOUR mon cher's




Sentir e não ter...  ter e ainda assim não sentir...  dói. Dói a espera da lógica  da ausência...  Ausência de um pouco  menos de mim...  De você... De nós...  e assim querendo fugir  em outro vagão,  só fica se for pra ficar...  Mas se ficar, eterniza enfim  a minha paz de um fim. 


AU REVOIR...
CAFÉ ROSA | JULIANA RODRIGUES |

O silêncio dos olhos

BONJOUR mon cher's...

E eu que sempre gritei em silêncio  pra ver de olhos fechados,  o olhar doce, tremulo de cores... Seco a saliva da boca e suspiro  de um novo impulso, Pois gente de barriga cheia e mente ocupada, não pergunta do que é feito... feito a vida... feito cada segundo...
Feito imaginação... feito avião a pousar na pista de cada desejo... vontade... coragem... de ser... de ter... amadurecer... 
Hoje meu desapego é meu sossego... Assim jogado a deleite no silêncio dos olhos, que confessando veio pra apego.
É disso tudo tanto que calei... e somente apreciar com limitados olhos que exalam silêncio em gotas de chuva... O que em ti, os pingos cantam essa mesma melodia. 
SILENCIAR OS OLHOS... CALAR A BOCA... ABRIR O CORAÇÃO... E ESCUTAR O MUNDO! 

AU REVOIR...
CAFÉ ROSA| JULIANA RODRIGUES|

Outubro 22

BONJOURmon cher's


06 de Outubro de 1993, há 22 anos Juliana Cristina Rodrigues vinha ao mundo.
Fazer aniversário te traz experiências, vontades... é cortar o tempo... e quem teve essa ideia de se cortar o tempo em fatiais, o qual recebeu o nome de ano, este sim foi um gênio. Simplesmente "industrializou" a esperança, fazendo-a funcionar como limite de exaustão. Exaustão de um mesmo tempo, de uma mesma vida, rotina, de um mesmo dia. Doze meses e 365 dias, dão para qualquer ser humano, motivos de se cansar e entregar os pontos. Mas daí entra o milagre da renovação, aquele de se fazer novas promessas, e que tudo começa outra vez, com um outro número, e uma outra vontade de acreditar que daqui pra frente será diferente. 
Talvez seja apenas um simbolo, onde cada etapa marca uma fase... A fase dos primeiros passos, das primeiras falas... de se aprender a fazer tudo sozinho, como se lambuzar ao comer apenas um prato de arroz e feijão. De pedalar pela primeira vez em uma bicicle…

Ser de amor e de amor viver

BONJOUR mon cher's...
E de amor me tenho... E de amor eu vivo... E de amor lhe ofereço, o que com amor te sigo. Sigo porque de amor só sei viver... Vivo porque, só de amor quero ser.
Tão contundente e difícil conotar o amor, que chega a ser  poético dentro de mim... Amor de viver... Amor em viver... Amor em ser... Amor pra ser.
Ai de mim um dia se por carência do mundo o Amor deixar de existir... Acho que  eu teria fim.
Fim talvez porque viver é inventar  o seu dia... após o dia... É desconhecer-se da arrogância, de não acreditar que a vida pode  se fazer em abundância.
É exalar pura energia... É ter motivos de sobra pra se  entregar na ousadia. Ousadia essa de devolver sorrisos, conhecer mundos, e paraísos.
Desacelerar e apenas aproveitar o tempo...
Ser de amor e de amor viver.
CAFÉ ROSA| JULIANA RODRIGUES |

Viajante solitário

Um olhar divino? Não sei... Um poema contínuo, quero escrever... Dessas paisagens vistas, destas viagens contidas. Me questiono o que há por de trás daquela janela que vejo todos os dias... Os poetas de um cotidiano  sem som... sem rima... mas com lá menor. De planaltos, altos e baixos. Colinas que sei de cor.
Hoje eu acordei sentido as cores da vida... Hoje eu acordei pensando nas horas vivas... Senti o vento bater... Senti o relógio correr... E minha cabeça... hora lembra que eu esqueça... Que lá fora a chuva quer cair pra me dizer, que não somos perfeitos pra ninguém.
Ah! Não sei, as vezes vejo, mar... céu... teu beijo. Frases soltas pelo ar, fecho os olhos e notas...  rimas... começo a plugar. E lá se vai o sol bater... na fresta... brisa... quebra, quem dera, um gosto meu,  ser apenas... você.
SEDE FELIZ !!!
Bonjour mon cher's

Há um tempo escrevo "pensamentos", nos caderninhos da bolsa, e assim estes esquecidos lá... Começo então a compartilhá-los aqui.

Lá se foram p…

Ah! Aquela janela...

Bonjour mon cher's...
Desculpa a ausência, mas a vida anda tão corrida, e não estou tendo tempo para aparecer por aqui, mas vou tentar me reorganizar...

Olhar uma janela as vezes pode ir muito mais além do que uma abertura edificada, ou um vão de caixilhos... simplesmente pelo fato de se observar tudo e a todos, há muito o que enxergar.

Parafraseando os dias

Foto (produzida por um Smartphone) tirada da janela do carro em movimento | Cidade Noturna | Ribeirão Preto, São Paulo
Olhando para o distante, o que fica fora de foco e limita sua visão a de uma janela estreita... Orvalho? Ou Valho? Porta aberta. Noite fria. Manhã quente. Sou eu enfim. Mas qual janela não traz a surpresa de um novo mundo? Da janela de cá: papel... contas a pagar. Da janela de lá: calmaria... vento... céu azul... sol e mar. Visão? Ah! Visão... prédios, e prédios... talvez dentre eles uma janela colorida... e na janela uma flor... ou talvez um raio de luz que nos "reavive"... amarelo como girassóis no c…

"Por onde flor... Floresça"... que hoje é sexta-feira

Bonjourmon cher...


Sabe na vida temos e vivemos vários amores... Amores de nos tirar o fôlego... De nos encantar... De nos encorajar... Mas não digo só amores de um pelo outro... Mas também de sentir profundamente tudo a seu redor... de um suspirar profundo, de um viajar dentro de si... De embriagar-se de sentimentos, emoções, sensações, das quais talvez se desconhece... Mas quer saber de uma coisa? Vou é beber assim mesmo... Acontece que sentir demais não é um erro... erro é dar tudo para alguém que só merece parcelas... Erro é não se permitir sentir... Então encho o meu copo e não me preocupo com os excessos, me preocupo em não vivê-los florescendo. 
Talvez seja uma puta sorte ou um tremendo azar... Do nada, sempre aparece alguém que faz ver todas as cores das paletas de pasteis... floresce todas as flores dos campos... te faz ver que vale mil vezes apena passar a noite em claro rindo, conversando, compartilhado loucuras... Simplesmente, vem de mansinho e te mostra que ainda há muit…

TAG Dia do Batom

Bonjourmon cher's 

Navegando pelas redes sociais (em especial o instagram), vi um post com a TAG DIA DO BATOM... Então como uma apaixonada como muitas mulheres compartilho algumas curiosidades entre outras coisas desse queridinho por nós "GAROTAS".

VOILÁ...


E ai você faz a seguinte questão: Existe também o dia do BATOM? Lembrada nesta quarta-feira, 29, a data não é comemorada aqui no Brasil, mas podemos aproximar a festividade que vem dos norte-americanos, por ser o batom um item mundial e usado para colorir, elevar o ego e alegrar o semblante feminino. Ele hidrata os lábios, ajuda nas composições dos looks, dá sempre um toque especial nos make-up, e quando a cor é intensa, provoca e ainda faz a mulher se sentir poderosa. 
Apesar de ser tão comum colorir os lábios, este cosmético tão pequenino em forma de bastão, tem algumas curiosidades...
O costume de se passar batom tem suas raízes no Egito... Pois é lá onde os primeiros pigmentos vermelhos de óxido de ferro, foram enc…

Hoje é dia de Rock Bebê

Bonjour mon cher...

Como todos sabem, ou não, ontem dia 13 de Julho foi o dia a comemorar "DIA MUNDIAL DO ROCK". Sendo uma semana de assuntos especiais a ser tratado nesta mesa de café, com fatos importantes e marcantes, destes mais de 50 anos de rebeldia, ousadia, coragem, e sem dúvida muita atitude.  Mas de onde vem o termo ROCK N' ROLL?! O nome foi cunhado por Alan Freed (um disc-jockey de Cliveland, que depois se firmou em Nova York). A sua intenção era tirar a pressão causada por pais de adolescentes brancos, que preocupados pela alma de seus filhos, pudessem passar a ouvir Rhythm & Blues, julgada por eles, como sendo uma música pagã, por ser criada e executada pelos negros. Freed apenas buscou um nome que associasse a música com a dança frenética que os adolescentes exercitavam. O "TO ROCK" é balançar e "TO ROLL" é rolar. Então o nome ROCK N' ROLL significa "Balançar e Rebolar". Ele não sabia que este termo, era dentro da comun…

Oxigenando combinações melódicas

Bonjour mon cher's...

Oxigenar a vida, os dedos a escrever, e botar tudo aquilo que anda solto em pensamentos... Pendurar a alma no varal, deixar que as coisas ruins se evaporem e só a beleza da vida eu possa observar.
Sabe aqueles barulhos que mexem com a gente, que nos fazem chorar, pular, dançar, pensar na vida, e ainda criar "mundos" ? Aquelas canções que vem do mundo, que são do mundo, que vão pro mundo ... que bate profundo... inebria a alma... acalma e acalenta o coração. É aquele grito que te estufa os ouvidos... que infla o peito e deixa viver. Ah... Ah... esses barulhos melódicos, ecoados em conjunto de acordes que te faz feliz. São estes chamados de música, que nos inspira e vibra o coração. E hoje em especial uma música inspirou meu dia, e nada mais justo do que compartilhá-la com o mundo. Segue este um estilo indie para inspirar os ouvidos, a alma feliz e embalar mais um dia de um inverno perfeito.


Música todo dia pra alma e o coração...
Inspire-se... Deixe-se…

OMG, I'm So Retrô

Bonjour mon cher...
Ah quanto tempo não me inspirava de postagens, filmes, videos, fotos, músicas etc... Mas hoje dia após feriado, em casa (uma folga da correria enfim da "arquitortura"), abro o spotify como de costume para escutar músicas, e o aplicativo me sugere uma playlist, cujo nome um tanto inspirativo "JUNKEBOX BURGUER", sim daquelas lanchonetes retrôs décadas 30,40,50,60, onde se tinha uma caixa "gigante" de fazer música, mobiliários da época, e ali se fazia o point da juventude. E começo escutar Elvis Presley, Chuck Berry, Roy Orbison, Ritchie Valens... E a cena começa vir na cabeça, vestidos, estampas, mocassins, suspensórios, óculos aviadores, as Kombis coloridas, os "possantes" dos meninos pra impressionar as meninas, laquês nos topetes, sorvetes coloridos, entre tantas cenas que meu coração adoraria ter vivido. É essa foi uma boa fonte de inspiração, mas se não bastasse músicas, ontem quinta, (04/06/2015) assisti a dois vídeos de …