Pular para o conteúdo principal

A erva daninha do Planeta



Há alguns dias veio a público uma notícia de alerta, que deixou os 7 bilhões e pouquinho de gente, em choque. “O PLANETA ENTRARÁ EM DÉFICIT AMBIENTAL”.

O uso em massa de recursos como água, madeira, terra, além das emissões em grande escala do carbono, a Terra não consegue compensar a sua renovação natural. Sendo assim mais de 80% do nosso Lar, está no “vermelho” em questões ambientais.

Para chegar no dia denominado de “Sobrecarga da Terra”, é calculado pelo Global Footprint Network através de dois indicadores: a pegada ecológica (atitudes, atividades humanas), que observa e mede o quanto a humanidade demanda da natureza, para gerar o que se consome e para absorver o que descarta, e a biocapacidade do planeta, que mostra a habilidade de continuar produzindo os recursos naturais, que são consumidos pela população e também a absorção da produção de resíduos (lixo).
Hoje 1° de Agosto de 2018, cinco meses antes do ano encerrar, consumimos todo o orçamento anual de recursos naturais. O que é considerado uma data precoce, desde que o planeta se sobrecarregou na década de 1970.

O ser humano se tornou a erva daninha da sua própria Casa, tendo em vista que extrair do planeta mais do que ele pode repor, traz consequências de várias frentes, que vai desde a perda da cobertura vegetal, do esgotamento de reservas pesqueiras, comprometendo nossas fontes de água, perda da biodiversidade e sem contar a poluição atmosférica. É claro que podemos adiar essa data do “acerto de contas” ambiental, como por exemplo reduzir o uso de automóveis, meios de transportes que utilizam o combustível fóssil, como prioridade, isso ajudaria a ganhar 2 dias no calendário da sobrecarga.

Qual é o papel de cada indivíduo nessa história?

Mudar hábitos rotineiros, por mais simples que possa parecer, seria de muito ganho no sentido de rever e diminuir nossa pegada ecológica. Segundo o Global Footprint Network:

·         Se os trajetos por automóvel no mundo todo, forem reduzidos em média de 50%, um terço da milhagem automotiva for substituída por meios locomotivos públicos, e os outros dois trocados por bicicletas e caminhadas, essa data poderia ser adiada em 12 dias.

·         Quanto aos gastos de energia, se reduzir a presença do carbono na Pegada Ecológica a 50%, jogariamos o dia da Sobrecarga 93 dias para a frente.

·         Se em todo o planeta o desperdício de comida, materiais, a produção de lixo em si, 38 dias seriam acrescentados.

Ainda há esperança para a nossa vida terrestre. Só depende que revemos nossos atos, buscamos uma vida mais minimalista, e cuidemos da nossa casa, afinal é graças ao nosso egoísmo, soberba, ambição, que estamos acabando com o hoje e o amanhã de nossa própria espécie e das demais.


CAFÉ ROSA
JULIANA RODRIGUES

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#Desabafo: Estamos ficando com preguiça de "socializar"

Bonjour mon cher's...


O quanto do que acontece a nossa volta nós perdemos por estarmos com os olhos grudados nas telinhas dos smartphones?  Quantos livros você leu nesses últimos 30 dias? Quantas vezes você pegou um jornal para foleá-lo? Quanto seu dia foi produtivo? Quantos cálculos seu cérebro fez hoje?
É com esses questionamentos que começo o papo de café de hoje. Já parou pra pensar o quanto de tempo perdemos digitando nossos desabafos, inquietações e alegrias, publicamente? Ou ainda expor de que jeito estamos no dia? Ou então perceber o quanto estamos conectados e não conseguimos sequer ler por horas aquele livro favorito, mas ainda assim ficar "abitolado" em uma telinha de 5,5", lendo bobagens atualizadas de 5 em 5 segundos. 
Essa facilidade e acessibilidade à tecnologia, nos transformou em verdadeiros "robozinhos", que tem sua vida controlada por uma mini-tela na palma da mão. A ideia de poder fazer tudo por um aparelhinho, é realmente incrível e fantástic…

Os 10 cafés mais belos do mundo

Olá!

Continuando o assunto café, ai vai uma lista de acordo com o UCityGuides, dos cafés mais bonitos do mundo... então vamos lá!
Hungria - Budapeste New York - Café


O Hotel "New York Palace" de que faz parte o café de Nova York, foi construído em estilo eclético entre os anos 1891 e 1895. E o café New York se encontra no andar térreo daquele hotel, que hoje pertence e leva o nome do grupo internacional Boscolo. O café todavia já mantém sua lendária denominação, sendo por sinal um ponto de passagem obrigatória na cidade. Uma lenda viva que no início do séc. XX atraía a elite cultural da cidade. 

Alfred Eisenstaedt - Kiss in Times Square - 1945  (Beijo na Times Square) - Uma representação da Elite andante do séc. XX
O exterior do café está adornado com estátuas de bronze, enquanto, o seu interior impressiona já em seu pé direito todo monumental, com seus frescos elegantes e candelabros como elementos decorativos de iluminação. Já as linhas modernas das mesas e sofás são parte de …

OMG, I'm So Retrô

Bonjour mon cher...
Ah quanto tempo não me inspirava de postagens, filmes, videos, fotos, músicas etc... Mas hoje dia após feriado, em casa (uma folga da correria enfim da "arquitortura"), abro o spotify como de costume para escutar músicas, e o aplicativo me sugere uma playlist, cujo nome um tanto inspirativo "JUNKEBOX BURGUER", sim daquelas lanchonetes retrôs décadas 30,40,50,60, onde se tinha uma caixa "gigante" de fazer música, mobiliários da época, e ali se fazia o point da juventude. E começo escutar Elvis Presley, Chuck Berry, Roy Orbison, Ritchie Valens... E a cena começa vir na cabeça, vestidos, estampas, mocassins, suspensórios, óculos aviadores, as Kombis coloridas, os "possantes" dos meninos pra impressionar as meninas, laquês nos topetes, sorvetes coloridos, entre tantas cenas que meu coração adoraria ter vivido. É essa foi uma boa fonte de inspiração, mas se não bastasse músicas, ontem quinta, (04/06/2015) assisti a dois vídeos de …