Liberdade?!


Nos versos livres, 
me ponho em pedaços simples,
aqui presos na garganta, 
por caminhos que ainda me espanta,
onde nesses dias estranhos, 
a poesia se declina, 
assim mesmo, sem rima.


CaféRosa
Juliana Rodrigues

Comentários

Postagens mais visitadas