Parafraseando a Arte Muda

Olá ... Bonjour :) 

Navegando pelo Facebook eis que encontro um trecho do filme "The Circus" do querido Charles Chaplin, e isso me inspirou a parafrasear a arte muda, o cinema clássico na sua forma mais pura e original. Pois o filme silencioso, parte mais do que uma fase do cinema, constitui a própria linguagem cinematográfica, por excelência. Assim como a música contemporânea não existiria se não houvesse existido a música clássica, o cinema sonoro não existiria se não houvesse existido o cinema mudo. 



Como dizia o saudoso Oscar Niemeyer "A vida é um sopro", um sopro de coisas que não se perdem no tempo, de que expressões bastam para arrancar uma gargalhada, um sopro de vivacidade de que a beleza pode ser a única coisa preciosa na vida, difícil encontrá-la, mas quem consegue descobre tudo. Fecho esta reflexão com uma frase do querido protagonista e inesquecível Charles Chaplin, que encerra o que é arte de verdade, que não é preciso de frases prontas, textos formatados para transmitir algo a um público alvo, e sim amor e certeza ao que faz... "Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação." - Charles Chaplin


Eis o trecho que me inspirou !!!


E aqui o link do filme completo vale a pena assistir é rico demais pra não ter como repertório !


E viva o cinema mudo e a arte de enxergar a beleza das coisas.

BONJOUR... Porque todo dia é UM BOM DIA !

JULIANA RODRIGUES |
CAFÉ ROSA

Comentários

Postagens mais visitadas